top of page

Quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol?


Quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol?
Mulher toma óleo de canabidiol para tratar dores crônicas

O canabidiol sempre está cercado de polêmica por causa de sua origem, mas ele vem se mostrando ser um medicamento fundamental para tratar várias doenças. Entretanto, pouca gente sabe quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol?


Recentemente, o governo de São Paulo aprovou uma lei para a distribuição da cannabis medicinal pelo SUS, o Serviço Único de Saúde. Apesar de estar ainda no início, mostra como esta medicação vem ganhando aceitação pela sociedade.


Quer saber mais sobre o canabidiol e quais dores ele pode ajudar a aliviar? Acompanhe conosco neste texto!


Como o canabidiol trata as dores crônicas?


Em primeiro lugar, antes de saber quais dores crônicas podem ser tratadas pelo canabidiol, vamos entender melhor o medicamento. O canabidiol, também conhecido como CBD, pode ajudar no tratamento de dores crônicas devido à sua interação com o sistema endocanabinoide do corpo humano. Dessa maneira, esse sistema é responsável por regular várias funções corporais, incluindo a percepção da dor.


O CBD interage com os receptores CB1 e CB2 do sistema endocanabinoide, que estão presentes em diferentes partes do nosso corpo, incluindo o cérebro e o sistema nervoso central. Essa interação reduz a inflamação e a dor crônica.


Além disso, o CBD também influencia na produção de neurotransmissores, como a serotonina e a dopamina, que estão envolvidos na regulação do humor e da dor. Isso pode ajudar a melhorar o humor e reduzir a percepção da dor.


No entanto, é importante ressaltar que o CBD não é uma cura para a dor crônica e deve fazer parte de um plano de tratamento abrangente, que inclua mudanças na dieta, exercícios físicos e outros tratamentos médicos, conforme orientação médica.


Quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol?


O canabidiol (CBD) costuma fazer parte do tratamento de diversas dores crônicas e ser prescrito por médicos especializados. Assim sendo, ele ajuda em problemas como:


Dores neuropáticas


São dores que surgem por danos nos nervos e podem ser resultado de doenças como neuropatia diabética, esclerose múltipla, entre outras.


Dores inflamatórias


É quando a pessoa sofre com dores causadas por inflamações no corpo, como artrite reumatoide, colite ulcerativa, entre outras.


Dores musculares


Estas são dores por tensão ou lesões musculares, como fibromialgia, síndrome das pernas inquietas, entre outras.


Dores relacionadas ao câncer


As dores oncológicas surgem tanto pela doença ou pelos tratamentos para o câncer, como quimioterapia e radioterapia.


Em muitos casos, o CBD atua em conjunto com outros medicamentos. Além disso, ele pode gerar uma diminuição no consumo de outros remédios.


Como a pessoa pode usar o canabidiol?


A pessoa tem várias formas de ministrar o CBD, dependendo das necessidades individuais e das preferências pessoais. Algumas das formas mais comuns incluem:


Óleo de CBD


É uma das formas mais populares de administração de CBD e geralmente é por via oral. Portanto, o óleo de CBD costuma ir com alimentos, bebidas ou diretamente sob a língua.


Cápsulas de CBD


As cápsulas de CBD são uma opção conveniente e discreta para a administração do medicamento. Elas podem ter a ingestão com água ou outros líquidos.


Cremes e loções


Esses produtos tópicos de CBD têm aplicação direta na pele, portanto vão ajudar a aliviar dores musculares e inflamações locais.


Vaporizador


O CBD também tem como ser inalado através de um vaporizador. Essa forma de administração permite que o CBD tenha a absorção mais rápida pelo corpo, mas às vezes não se adequada para todos.


É importante lembrar que o uso de CBD deve ser feito sob orientação médica e em conformidade com as leis e regulamentações locais. Além disso, um profissional de saúde especialista define a dosagem e a forma de administração, levando em consideração as necessidades individuais de cada paciente.



Quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol?
O uso do canabidiol deve ser acompanhado por um médico especialista no assunto


Quem pode indicar o uso do canabidiol?


O uso do canabidiol tem a indicação por um profissional de saúde, como um médico ou um especialista em dor, com conhecimento no assunto. Isso ocorre porque o uso de CBD pode ter efeitos colaterais e interagir com outros medicamentos que a pessoa esteja tomando.


Antes de iniciar o uso de CBD, é importante conversar com um médico sobre a segurança e a eficácia do tratamento para a condição específica da pessoa. Dessa maneira, o médico irá avaliar a condição de saúde da pessoa, considerando fatores como idade, histórico médico e social, medicamentos atuais, e determinar se o CBD é uma opção de tratamento adequada.


O profissional também irá orientar a dosagem correta e a forma de administração, de acordo com as necessidades individuais da pessoa. O uso de CBD tem monitoramento regular pelo médico, para garantir que seja seguro e eficaz na redução da dor.


Procure por um especialista!


Agora que você entendeu quais dores crônicas podem ser tratadas com o canabidiol, fica mais fácil saber se ele poderá fazer sentido no seu tratamento. Assim, é fundamental procurar um médico especialista nesta medicação.


Gostou do conteúdo? Então, se tiver alguma dúvida pode deixar nos comentários que vamos responder! Agora, para saber mais informações sobre dores crônicas, siga o meu Instagram.

Comments


bottom of page